Empresa oferece compartilhamento de bicicletas para condomínios

Fonte: Infomoney

SÃO PAULO – Os moradores de condomínio que não querem utilizar o carro para percorrer curtas distâncias, como ir até a padaria ou ao banco, podem optar por ter um serviço de bicicletas compartilhadas.

A empresa CompartiBike está oferecendo o serviço de compartilhamento de bikes em condomínios de São Paulo com o objetivo de incentivar o uso de bicicletas e melhorar o trânsito caótico da cidade.

De acordo com o diretor institucional da empresa, Pedro Monteiro, já existe uma parceria com a construtora Lindenberg e o primeiro empreendimento a receber o serviço será lançado em janeiro no Itaim Bibi. “O custo está incluso no preço do condomínio como qualquer outro serviço de academia ou lavanderia”, afirma.

Para utilizar a bicicleta, o condômino precisará fazer um cadastro e criar uma senha, sendo que na hora de retirar a bike ele deverá digitar o número do apartamento e a senha escolhida. A startup sugere que o tempo pré-determinado para o uso das bicicletas seja de 1 hora para dias de semana e 2 horas para finais de semana. “O uso irá depender dos moradores. Nós estamos negociando com um empreendimento na Vila Olímpia, no qual os moradores preferem utilizar as bikes para ir trabalhar e ficar mais tempo com elas.”

Por ser um serviço exclusivo do condomínio, as magrelas contam com um cadeado para que a pessoa prenda ela em algum lugar quando estiver fora de casa. Além disso, a CompartiBike oferece a manutenção e revisão periódica da frota de bicicleta e das estações. “Quem tem bicicleta, mas não usa sempre, está acostumado a ter surpresas na hora de pedalar, como pneu vazio, ferrugem, alguma peça quebrada. É difícil mesmo manter a manutenção em dia”, explica Monteiro.